5 motivos pelos quais você deve escutar seu consumidor

Se existe um desafio que as marcas enfrentam no mundo atual é, sem dúvida, entender a importância de ouvir, compreender e se relacionar com seus consumidores, e, acima de tudo, implementar ações estratégicas para se aproximar cada vez mais do coração de cada pessoa que consome e gasta contratando seus serviços e produtos.

Em um mundo moderno e competitivo, não incorporar em suas estratégias de negócio essa preocupação faz da sua marca cada vez mais antiga e deslocada do dia a dia do seu consumidor. Se o foco das inovações é sempre a pessoa,  está mais do que na hora de começar a olhar de forma prioritária para o lado que representa o crescimento bruto do seu faturamento: os seus consumidores.

Por entender essa preocupação, fiz questão de resumir neste artigo cinco pontos que considero importantes dentro desse cenário que está pautado no ponto de vista da construção de marca em médio e longo prazo.

1. Aprendizado para a evolução da experiência

Na minha opinião, o principal motivo pelo qual devemos sempre ouvir os consumidores é a mágica do aprendizado que pode ser gerado. Afinal de contas, o ponto de vista de quem consome, utiliza e desencadeia a experiência completa da sua marca é sempre exponencialmente muito maior do que a de quem produz. Entender, de fato, a jornada da experiência completa do consumo por parte de quem realmente executa a ação, abre portas para um crescimento qualitativo muito grande.

2. Quebra de fronteiras. Abrem-se as portas para inovações

Só evolui e muda sua rota quem observa o erro e compreende, de fato, o que é necessário para se consagrar como uma marca campeã. Não adianta ser um gestor que executa planos que estão muito bem traçados em suas planilhas de Excel sem ao menos ouvir o coração do consumidor. Acredito que inovações acontecem, muitas vezes, de fora para dentro, sem esforço, da forma mais honesta possível, ouvindo e traçando novos caminhos a partir de insights de observação da postura do consumidor.

Pregar a necessidade de entender o consumidor já era uma frase marcante em livros de marketing; hoje em dia, não executar essa tarefa com maestria, sinceridade e sinergia estratégica é contribuir para o insucesso da sua ideia.

3. Aumento das chances de revisar e corrigir suas rotas

Quer algo melhor do que isso? Um feedback experiencial de quem realmente consome seu produto abre portas para correções de rotas. Ou seja, não é só o quesito inovação que é promovido e potencializado, é uma reação em cadeia, em 360 graus. O impacto é profundo e especial quando se escuta e se encontram recursos de marca para suprir a demanda construída por quem entende do seu produto. É uma tarefa difícil, mas é importante entender que o produto ou serviço que você disponibiliza no mercado já não é mais seu, é do mercado consumidor. Ele que irá ditar as regras do jogo, da maturidade do seu produto e até do seu declínio. Portanto, escute seu consumidor e mude rápido.

4. Aumento da sua chance de atingir o coração dele

O que mais procuro fazer com toda minha equipe da agência é encontrar a melhor forma de se aproximar do coração de quem consome. Esqueça aquele discurso de que “eu sou especialista neste segmento” ou “eu entendo muito desse mercado”, o que vale agora é menos ego e mais ouvido. O alimento das estratégias de marketing não vem só do livro e dos exemplos reais dos seus concorrentes, vem também da boca dos seus consumidores, das pontas dos dedos das pessoas que falam sobre sua marca no ambiente digital, das necessidades das pessoas que os históricos de buscas registram. Acima de tudo, o grande alimento do marketing moderno vem da compreensão exata e criativa do coração das pessoas.

5. Diminuição da distância entre vocês

Há muitos anos que as relações entre marcas e consumidores já não são mais frias. As construções estratégicas de marketing já contemplam, muitas vezes, o consumidor no centro de tudo. Mas, em sua maioria, essa contemplação da importância fica somente no papel e não na atitude de marca. Ou seja, quanto mais aberto a ouvir seus consumidores e entender seus hábitos de consumo, mais chance você terá de construir inovações, corrigir rotas e gerar fidelidade. O canal de relacionamento é como uma grande e veloz autoestrada, com grandes movimentos em dois sentidos e cheio de interesses individuais, coletivos e corporativos dentro do porta-malas. O que fará a diferença nessa viagem é o quanto você está disposto a diminuir o volume do rádio para ouvir quem está ao seu lado.

Esses são os cinco motivos que selecionei para compartilhar com você neste artigo. São eles que me fazem acreditar na importância de ouvir e compreender, cada vez mais, os nossos consumidores. Estamos na era da compreensão da experiência de consumo.

Não deixe sua marca navegar sem rumo e perdida em um oceano que pode ser azul.

Receba artigos em seu e-mail
Henrique Barros
Publicitário com MBA em Marketing Estratégico pela USP e formação em direção de arte pela Miami Ad School/ESPM. Indicado em 2017 como profissional de destaque em Business Intelligence pela ABRADI/SP. Sócio-diretor da Esgrima Propaganda e coautor do Livro Jovens Empreendedores.
Recommended Posts

Digite e pressione enter para pesquisar